• DESTAQUE
    por Márcia Alves

 

 

 Metanol passa a ser regulado pela ANP

Adulteração,  48 casos contra 60 flagrados durante todo o ano de 2016

 

Para conter o avanço da adulteração de combustíveis com o uso de metanol, que neste primeiro semestre do ano disparou – 48 casos contra 60 flagrados durante todo o ano de 2016 – a Agência Nacional do Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou duas resoluções, dia 1º de setembro.


A Resolução ANP nº 696/2017 altera a regulamentação vigente para incluir o metanol na definição de solvente. Com isso, a agência espera ter controle mais efetivo sobre esse produto nas etapas de produção, importação, exportação, armazenamento, distribuição e movimentação.


Já a Resolução ANP nº 697/2017 estabelece o registro de terminais e dutos de movimentação e armazenamento de metanol, permitindo à agência o acompanhamento desse produto desde a origem.

 

 

 


Leia Mais

Projeto de lei quer fim da concorrência predatória nos postos

O objetivo é caracterizar o devedor contumaz, que obtém vantagens desproporcionais em relação ao posto que funciona na legalidade.

Mais...


O objetivo é caracterizar o devedor contumaz, que obtém vantagens desproporcionais em relação ao posto que funciona na legalidade.

Estudo da FGV estima que ao menos R$ 4,8 bilhões são sonegados por ano no mercado de distribuição de combustíveis.

Mais...